TikTok para Marcas: como o TikTok está influenciando a música

 

 

Como o TikTok está influenciando a música

 

Você deve ter ouvido muito sobre o TikTok desde o ano passado. E não sem motivo: o app chinês foi o segundo com mais downloads em 2019 - o único entre os 5 primeiros que não faz parte da ’Família Facebook’.

 

Esse crescimento está diretamente ligado ao interesse da Geração Z (pessoas entre 16 e 24 anos) pelos conteúdo da plataforma: vídeos focados em dublagens, challenges e outras brincadeiras. Criatividade e diversão também abrem espaço para a música. Os conteúdos que viralizam na rede social geralmente são acompanhados por um trecho de música como trilha.

 

Precisa ser orgânico para viralizar?

 

A Emely Jensen, aqui da curadoria do Bananas Music, fala sobre a estrutura de música que mais gera interação dentro do app. “Se você quer bombar ou ter views no TikTok e, consequentemente, no streaming depois disso, fazer um refrão chiclete com menos de 15 segundos vai fazer a música ser ’TikTok ready’. Um pop drop [refrão instrumental bastante comum no pop atual] o bastante talvez bombe até mais.”

 

Foi assim que "Old Town Road’, do rapper norte-americano Lil Nas X, bombou em 2019. Sendo usada organicamente pelas pessoas no TikTok, a faixa se espalhou, e o artista foi uma das sensações do último ano.

 

Mas, como mostra um artigo do site The Verge, nem tudo é naturalidade na relação entre artistas e TikTok. A entrada de Justin Bieber na plataforma parece unicamente motivada pela divulgação do seu novo single, ao invés de trazer interações mais naturais do artista.

 

Uma Nova Plataforma de Música

 

Para além da tentativa de viralização orgânica (ou nem tanto) entre a comunidade do app, o TikTok tem estabelecido parceria com gravadoras e artistas para o lançamento de músicas e participação em challenges. Pabllo Vittar, MC Don Juan e o DJ Rennan da Penha são alguns dos artistas brasileiros que realizam esse tipo de ação no momento.

 

Completando o movimento de aproximação do mercado musical, a ByteDance, companhia que controla o TikTok, planeja lançar uma plataforma de streaming.

 

Cases: marcas, artistas e influenciadores no TikTok

 

Lil Nas X

O rapper norte-americano ganhou a notoriedade após sua faixa Old Town Road viralizar entre usuários do aplicativo. Impulsionada por essa viralização orgânica, a música foi uma das principais de 2019, rendendo a Lil Nas X dois Grammys.

 

As principais hashtags relacionadas à música, juntas reúnem mais de 645 milhões de visualizações. A maior delas com 625,2 milhões: www.tiktok.com/tag/oldtownroad/

 

Kylie Jenner

No fim de 2019, a influenciadora e empresária norte-americana fez um vídeo tour por seu escritório. Um trecho de poucos segundos, onde ela chama a filha falando "rise and shine" tornou-se um meme.

 

Kylie aproveitou a onda: registrou o termo, criou itens exclusivos em sua loja virtual (que rapidamente esgotaram) e divulgou as melhores paródias. As hashtags relacionadas no TikTok chegaram a mais de 27 milhões de views: www.tiktok.com/tag/riseandshinememe/

 

e.l.f. Cosmetics

A marca de cosméticos dos Estados Unidos criou uma hashtag challenge para os usuários do TikTok: eles deviam interagir piscando e fazendo poses. O desafio divertido aliado à trilha original engajou tantas pessoas que a tag #eyeslipsface ultrapassou 4,4 bilhões de visualizações: www.tiktok.com/tag/eyeslipsface/

 

Chipotle

Aproveitando o Dia Nacional do Abacate, a rede de comida mexicana fez com que a hashtag #guacdance ultrapassasse 1 bilhão de visualizações. A challenge que incentivava os usuários a dançar tornou-se a melhor entre as impulsionadas por marcas nos Estados Unidos, com mais de 250 mil vídeos e quase 430 milhões de views em seis dias: www.tiktok.com/tag/guacdance/