Bananas Music Branding

Música como posicionamento - Case Gang e Zudizilla

Lojas Gang

Music Branding é um conjunto de estratégias e ações que usa a música para construir e transmitir os principais valores de uma marca, como confiança, fidelidade e paixão, uma vez que a música cria fortes vínculos emocionais entre a marca e o público. 

Se usada como ferramenta de marketing, a música é a emoção colocada na comunicação. E mais: se usada corretamente, ela ainda é capaz de fidelizar um consumidor.

 

A aplicação mais conhecida da estratégia de music branding é como música ambiente para lojas e pontos de venda de maneira geral. Mas o music branding pode ir muito além do PDV.

 

Nesse texto, apresentamos o case das Lojas Gang e a sua parceria com o rapper Zudizilla como uma estratégia de nível 3 de envolvimento da marca Gang com a música.

 

Níveis de envolvimento de uma marca com a música

 

Há 8 anos criando projetos de Music Branding para empresas, o Bananas Music já atendeu mais de 100 clientes de diferentes perfis e segmentos entre marcas, festivais de música, conferências, artistas e gravadoras. Nesse tempo, percebemos que as ações para conectar marcas e clientes através da música podem variar de acordo com o nível de envolvimento que a marca já tem com projetos musicais.

 

No nível 1, as marcas apresentam música aos seus consumidores da forma mais básica: música ambiente para loja e uma presença nas plataformas de streaming. É o primeiro contato do consumidor com a identidade musical da marca.

 

Já no nível 2, a música é utilizada como um canal de relacionamento para expandir diálogos da marca com o consumidor. Nesse ponto, o consumidor vai ser impactado com o conteúdo musical da marca e poderá responder, através de ações nas redes sociais, por exemplo, consolidando assim a desejada conexão.

 

O nível 3 é a fase em que comumente encontramos as empresas que já usam música como posicionamento e é, na maioria das vezes, relacionada a um artista ou projeto musical, seja como apoio ou patrocínio ou ainda com estratégias de co-branding, quando uma marca e um artista desenvolvem juntos um produto ou coleção assinada, por exemplo.

 

Finalmente no nível 4, a marca já é considerada musical e utiliza a música como plataforma de negócio, seja através de editais, selos ou gravadoras, ou sendo proprietárias de festivais e eventos de música. 

 

Se você quiser entender mais sobre os níveis de envolvimento da marca com a música, clique aqui.

 

Indo além do PDV: das playlists para lojas às parcerias com artistas

 

Somos responsáveis pelas estratégias de music branding das Lojas Gang há mais de 6 anos. Ao longo desse tempo, acompanhamos a jornada da marca no seu envolvimento com a música desde as primeiras ações, indo da trilha sonora para lojas - característica base do nível 1- até esse case de uma collab com artista, considerada como estratégia de nível 3.

 

Uma marca não se torna musical da noite para o dia. É um processo a longo prazo e a consistência da conexão com o cliente através da música depende muito do respeito a esse processo. 

 

Como estratégia de nível 2, desenvolvemos junto com a marca o Gang App, um aplicativo musical da marca - e que é um canal de relacionamento com os clientes. Através do aplicativo, o cliente pode acessar todas as playlists que traduzem a identidade musical da marca, fortalecendo ainda mais a conexão com o consumidor além do PDV.

 

Em 2021, a Gang deu mais um passo na sua relação com a música: nosso time de curadoria musical, em parceria com o marketing e a agência de comunicação da marca, definiu uma lista de artistas que poderiam representar a identidade musical das Lojas Gang através de parcerias de co-branding e ações específicas em seu reposicionamento.

 

 

O Hip Hop e a identidade musical da Gang

 

O Hip-Hop é o gênero mais ouvido do mundo há muitos anos. E não só o mais ouvido, mas o mais ouvido pelos jovens. Hoje esse gênero representa o som de uma geração.

 

Lembra numa época que o rock era contracultura? Essa época já não existe faz tempo.

 

Rebeldia, inconformismo, vontade de mudar o mundo, força e juventude, isso é tudo Hip Hop.

 

Alguns números: Poesia Acústica, Top 10 plays no Spotify em comparação com o Top 10 do artista sertanejo mais tocado no país (Gusttavo Lima):


 

 

Tendo em vista o reposicionamento da marca e ações futuras de branding e produto, a proposta é que a trilha sonora traduza a identidade jovem da marca e dos seus consumidores, além de representar estilos musicais como estilos de vida.

 

Quando o assunto é identidade jovem, uma coisa nunca mudou: a música define nosso lifestyle. 

 

Neste contexto, uma das estéticas sonoras que melhor transmitem essa mensagem é o Hip-Hop e as derivações dessa estética como o RnB, Trap, Pop Rap e, por isso, acabou se tornando a base da atmosfera musical da Gang.

 

• • • 

 

Parceria Gang e Zudizilla: música como posicionamento de marca

 

Zudizilla é um rapper de Pelotas - RS, que também é o estado onde a marca tem maior predominância. 

Para marcar o novo momento da Gang, ele foi escolhido para co-criar uma série de ações com o artista que envolveram produtos e podcasts. 

 

A a criação de produtos exclusivos com ilustrações feitas pelo próprio Zudi, foi o passo inicial do projeto, com peças inspiradas no álbum “Faça a Coisa Certa”, que completou 5 anos em 2020.

 

Todas as peças contam com ilustrações alusivas ao álbum. Além de assinar a coleção, ele também aparece como modelo da campanha da coleção e participou do processo de seleção do casting, todo composto por pessoas negras.

 

No Gang App, além das músicas do artista, a #Gangcollab contou com um podcast exclusivo “O Que Ainda Não Sei”, onde o rapper entrevista diversos artistas que trazem suas referências criativas.

 

“ A #GangCollab com Zudizilla é uma representação do propósito da Gang: ser uma plataforma pra arte, moda, música e criatividade. Essa é uma collab que transita em todos universos criativos, junto do Zudizilla e sua arte.”

 

Em uma entrevista para o blog da marca, o rapper comenta sobre posicionamento e representatividade, e como as roupas da Gang, aliadas à imagem dele e à mensagem que ele transmite, geram identificação e fazem o fã se sentir representado:

 

“A Gang me dá a oportunidade de ressignificar a imagem de meu povo ao se ver estampado em um trabalho tão potente. [...] Eu tô realmente muito feliz de estar contribuindo com uma mudança estrutural na forma de enxergar a streetwear, porque como criador, eu ultrapasso muito a música, e eu falo não só com palavras e as pessoas que me entendem agora poderão também se comunicar sem precisar abrir a boca. Geral saberá do que se trata, quando estiver vestindo o meu collab com a Gang.” - Zudizilla

 


Converse com a gente para ter uma estratégia de branding musical alinhada ao posicionamento da sua marca.

Nosso site usa cookies e dados pessoais para melhorar a navegação. Aceito os Termos de Uso e Política de Privacidade.