Lab > Marcas que tocam

Em dezembro de 2016, enviamos a edição #1 de uma newsletter que tinha como principal objetivo indicar playlists para as pessoas que abriam o Spotify e perdiam mais tempo escolhendo o que ouvir do que ouvindo música de fato. Era simples, rápido e não precisava pensar muito: recebeu o e-mail, abriu, clicou, ouviu.

 

Mais tarde percebemos que o verdadeiro valor do Music Inbox estava em furar a bolha de recomendação musical que os serviços de streaming nos colocam hoje em dia. Temos acesso a tanta música que às vezes ficamos sem saber o que ouvir - e acabamos apelando para as playlists e músicas indicadas pelos algoritmos.

 

 

 

 

Existem várias coisas na história e no modelo de negócio da Insecta que podemos destacar aqui — que fazem dela uma marca que toca.

 

Desde o clima leve e descontraído com que a equipe trabalha, até a preocupação com a não geração de resíduos ou uso de qualquer material de origem animal. Essa preocupação ambiental também passa muito por valorizar o local, a comunidade ao redor, prática das mais sustentáveis que existe. Alinhada com a valorização do local, vem a brasilidade presente nas estampas e nas cores dos produtos.

 

Já são motivos suficientes pra amar a Insecta né?

 

 

 

 

Mas elas não param por aí e se preocupam muito com a experiência de compra, o ambiente de suas lojas e a satisfação completa do cliente. Todos os elementos citados aí em cima estão enraizados na marca e ajudam a fortalecer o seu branding.

 

 

“O cliente entra na loja e tem toda essa experiência de marca, enfim, com produto, com ambiente, com cheiro, com som… Daqui a pouco ele escuta uma música que faz sentido pra ele, que não conhecia, e aí vai atrás disso. Pode descobrir um artista novo ou uma nova música de um artista que ela já conhecia e isso conecta ela com os valores da marca também! Então, essa pesquisa vai levá-la a entrar no universo da marca pela música”

 

 

Título H2

 

Segundo a Nah, nossa curadora responsável por esse trabalho, os principais aspectos e características levadas em conta no concept foram o fato da Insecta ser uma marca brasileira e ter um processo de produção que valoriza a mão de obra e é bem “artesanal”.

 

Logo, as músicas acabaram pendendo para uma sonoridade bem brasileira, principalmente de artistas independentes com a ideia de valorizar esses criadores locais, e também em sons que vão pra esse lado mais rústico, feito com instrumentos artesanais.

 

 

Título H3

 

Segundo a Nah, nossa curadora responsável por esse trabalho, os principais aspectos e características levadas em conta no concept foram o fato da Insecta ser uma marca brasileira e ter um processo de produção que valoriza a mão de obra e é bem “artesanal”.

 

Logo, as músicas acabaram pendendo para uma sonoridade bem brasileira, principalmente de artistas independentes com a ideia de valorizar esses criadores locais, e também em sons que vão pra esse lado mais rústico, feito com instrumentos artesanais.

 

 

 

 

E a Insecta sabe o que quer. Elas sabem que fazem parte de uma geração de empreendedores que tem a responsabilidade de repensar a economia, buscando alternativas mais conscientes de consumo, e abraçaram essa responsabilidade.

 

Uma de suas missões é disseminar práticas sustentáveis, não só nos seus produtos nem na forma como são feitos, mas em cada ação que tomam como marca e como passoas.

 

Este acaba sendo o grande diferencial da Insecta, que hoje é reconhecida como uma referência em moda consciente ou produto vegano.

 

Segundo as sócias, a receptividade das pessoas com o produto é muito boa desde o início, mas a consciência em relação aos valores que a marca também prega, vem crescendo.

 

 

“As pessoas querem saber como o sapato é feito, do que ele é feito e onde. Percebemos que isso está influenciando todo um modelo de negócio, porque o papel do consumidor tem sido muito importante, agora mais do nunca existe uma cobrança que vem de fora e isto é ótimo.”

 

 

Hoje a Insecta é uma das marcas referência quando se fala de moda sustentável e vegana, mas elas querem ir ainda mais longe. A estratégia é crescer dentro desse mesmo nicho, alcançando outros locais do mundo: mercados como EUA, Canadá e Europa estão na do Besouro.

 

 

 

 

Por agora, é possível visitar as lojas da Insecta em Porto Alegre (Rua Félix da Cunha 1149 — Floresta) ou em São Paulo (Rua dos Pinheiros 342 — Pinheiros) para mergulhar na experiência da marca. Sentir os cheiros, ouvir os sons e conversar com as pessoas.

 

Uma marca totalmente alinhada com o espírito do nosso tempo, com valores necessários e urgentes. Uma marca que toca!